8ª edição
Pulseira-Bradesco-Visa---foto-Danilo-Stoqui-(1)
Crédito ou débito para vestir
4 de maio de 2017
InovaVarejo_Target-(1)
Sem medo de inovar
4 de maio de 2017

Nome no SPC pode ajudar na localização de pessoas desaparecidas

História no interior de Mato Grosso mostra a importância de CDLs manterem seus cadastros em dia

Flávia Ribas e Janaína Oliveira

IMG-20170324-WA0027

“Ter o nome no SPC” é uma frase quase sempre dita em tom aborrecido pelos brasileiros. O que poucos consumidores sabem é que estar em um dos cadastros e bancos de dados mais completos do Brasil pode permitir a localização de uma pessoa que perdeu documentos ou ajudar a encontrar uma pessoa desaparecida.

A história da Márcia Paloschi, 35 anos, aconteceu em Sinop, no interior de Mato Grosso, cidade de 150 mil habitantes. Desde a infância, ela sonhava em encontrar um tio que havia se perdido da família há 47 anos. “Desde que me entendo por gente, o pai sempre falou desse irmão, que ele tinha vontade de rever”, diz. Na juventude, o tio distanciou-se da família e não foi mais encontrado. A última pista indicava que ele poderia estar em Mato Grosso.

As buscas pelo tio Filomeno intensificaram-se quando Márcia mudou-se, em 2005, para Lucas do Rio Verde. A determinação aumentou quando seu pai ficou doente, com câncer de pulmão. “O médico havia dado a ele pouco tempo de vida. Meu pai é a pessoa que mais amo no mundo. Fizemos um trato: ele pararia de fumar e, em contrapartida, eu iria achar o tio para ele. Quando a gente promete, tem de cumprir”, conta a analista de recursos humanos, cujo pai vive em Santa Catarina.

Ela não mediu esforços. “Coloquei anúncios em grupos fechados nas redes sociais, procurei rádios, emissoras de TV, procurei onde eu podia”, conta. A mensagem chegou a um jornalista de Sinop, colega de profissão de Daniela Melhorança, comunicadora do Sistema CNDL, que trabalha na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sinop.

Daniela logo se lembrou dos serviços e envolveu a gerente da CDL, Vanusa Íris, na busca. “Foi muito rápido. Em menos de três minutinhos, já estávamos com os dados na mão”, conta Vanusa. O tio de Márcia, Filomeno dos Santos, estava no banco de dados. Ele fazia compras no comércio local e tinha os dados atualizados no cadastro do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Por isso, foi rapidamente localizado, para a felicidade da família. A CDL e a emissora de TV local promoveram o encontro, que todos descrevem com um único sentimento: emocionante.

“Esse é um serviço voluntário nosso da diretoria. Como presidente da CDL, acho que esse é o nosso pagamento”, diz Márcio Kreibich, presidente da CDL Sinop, ao falar sobre o encontro. “É também isso que nos alimenta e que nos faz gostar de trabalhar em uma entidade como a CDL. Espero que a gente consiga divulgar mais esse serviço positivo que temos dentro da entidade para o Brasil todo”, diz.

CDL mantém cadastro em dia – Em Sinop, Kreibich e sua equipe esforçam-se em manter o cadastro da CDL atualizado. “Quando alguém vem fazer uma consulta de balcão, solicitamos dados, como endereço, telefone e CEP, e oferecemos o cadastro positivo para ela. Fazemos um trabalho de divulgação, indo a supermercados, universidades, para a rua”, informa a gerente. A CDL utiliza o SPC Localiza há três anos. “É importante falar para as demais CDLs sobre a importância de manter os dados cadastrais. Em Sinop, a CDL é muito procurada, até pela Polícia Militar, pois é um dos sistemas mais completos hoje no Brasil e até na América Latina”, diz Vanusa.

Final feliz

IMG-20170324-WA0033-1

Márcia sente-se realizada após o reencontro. Sem conter as lágrimas, diz que as pessoas da CDL Sinop foram anjos em sua vida. “As pessoas não têm noção do bem que fizeram. Tudo que sonhei minha vida inteira consegui realizar por elas. A equipe sentiu-se tocada e resolveu ajudar. Foram além da decisão de procurar, eles se envolveram. Serei grata pelo resto da minha vida. Só quem ama a família e tem uma família unida sabe o que sinto e a alegria que está sendo esse reencontro. Meus dias estão sendo totalmente diferentes depois que passei a conviver com meu tio”, conta.

 

SPC Localiza

O serviço é gratuito. Qualquer pessoa que possui um ente familiar desaparecido pode procurar a CDL de sua cidade. O banco de dados do SPC Brasil é, atualmente, um dos maiores bancos de informações da América Latina e contém informações individuais importantes dos consumidores, como Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), nome completo, nome da mãe e dia do nascimento. A maioria dos nomes cadastrados vem acompanhado de telefone, endereço, caixa postal ou Código de Endereçamento Postal (CEP). O programa SPC Busca permite o cruzamento de dados com as informações do banco, para todo o Brasil. As informações são confidenciais e manipuladas apenas pelas equipes das CDLs.

 

 

 

 

 

shares