30 de maio de 2017
Vale do Silício: colaboração e inovação para crescer
Varejo SA por Varejo SA

Grande delegação da CNDL e do SPC Brasil foi ao Vale do Silício beber da fonte de criatividade que domina os negócios baseados em tecnologia

No fim de abril, um grupo de 40 diretores e empresários do Sistema CNDL percorreu o Vale do Silício em busca de experiências modernas de colaboração, que têm dominado os novos modelos de negócios, baseados na economia disruptiva. A ação, organizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), teve como objetivo capacitar e apresentar as melhores práticas, novas metodologias, tendências e cases de sucesso de inovação em grandes empresas e instituições norte-americanas, além de proporcionar networking estratégico com tomadores de decisões do setor.

O Vale do Silício, localizado na baía de São Francisco, na Califórnia, é o maior polo tecnológico do mundo, lar de empresas como Apple, Google, Facebook, Microsoft, entre outras. Começou a se desenvolver na década de 1950 e engloba diversas cidades, sendo seu nome uma homenagem ao silício, elemento químico que serve de matéria-prima na produção de circuitos e chips eletrônicos.

Processos criativos baseados na colaboração de ideias e na simplificação de soluções com base tecnológica dão o tom das experiências visitadas. Não pense que os grandes executivos, na Califórnia, desfilam engravatados, exibindo um status dos antigos padrões do que é ser bem-sucedido. Lá, roupas simples, confortáveis e adaptadas ao clima, bicicletas, transporte público e qualidade de vida são os sinais de sucesso dos líderes. Bem-estar, tempo para apreciar a vida e respeito às liberdades individuais são sinônimos de sucesso.

Parte da missão teve a liderança de Maurício Benvenutti, diretor executivo do StartSe nos Estados Unidos e autor do best-seller Incansáveis: como empreendedores de garagem engolem tradicionais corporações e criam oportunidades transformadoras. O título do livro refere-se à garagem da Hewlett & Packard (HP), que deu origem à grande empresa multinacional. O local também esteve no roteiro da visita.

Valores que se renovam

Em certa medida, os valores do Vale do Silício lembram a origem da própria Rede CDL. Nos antigos clubes de dirigentes lojistas, os comerciantes organizavam-se e colaboravam entre si para se proteger dos maus pagadores. Conforme as cidades brasileiras cresceram e o comércio  diversificou-se, aumentaram a complexidade e a necessidade de proteção ao crédito, em diferentes cidades. Fruto dessa colaboração e resultado do que existia de mais moderno nos computadores da época, surgiu o banco de dados do SPC Brasil, que, desde o início, precisou associar-se a uma das gigantes do Vale do Silício, a Oracle, corresponsável pela criação desse que é um dos maiores bancos de dados da América Latina. Na década de 1990, essa multinacional especializada em sistemas para hardwares e comercialização de softwares ajudou a criar o instrumento que fez do SPC Brasil uma grande rede com produtos a serviço da rede de dirigentes lojistas em todo o Brasil, segundo Ronaldo Guimarães, gerente nacional de Negócios da instituição. A delegação brasileira do Sistema CNDL foi recebida pelo vice-presidente da Oracle.

As visitas técnicas incluíram passagens pela Oracle, IBM, Universidade de Stanford e muitas outras empresas e polos de criação. Acompanhe a agenda de algumas delas:

 

Singularity University: referência mundial em inovação, é um centro de pesquisa localizado na base da Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (NASA). A instituição busca agentes inovadores do mundo inteiro inspirados em mudar processos em escala global, que recebem bolsa de estudos para promover projetos de inovação que se ampliam em larga escala. A delegação foi recebida pela professora Kathryn Myronuk.

WhatsApp Image 2017-04-25 at 17.58.05

 

VMWare: a mistura entre virtual machine e software deu nome a essa empresa subsidiária da Dell especializada em servidores na nuvem e mobilidade corporativa. Possui mais de 500 mil clientes e 75 mil parceiros no mundo inteiro, com faturamento superior a US$ 5 bilhões por ano.

WhatsApp Image 2017-04-24 at 10.44.47

 

Oracle: a multinacional e atual dona do Java é especializada em sistemas de gerenciamento de banco de dados e foi uma das empresas contratadas para a criação do banco de dados do SPC Brasil.

REDWOOD CITY, CA - DECEMBER 16:  The Oracle logo is displayed on the exterior of the Oracle headquarters on December 16, 2014 in Redwood City, California. Oracle will report second quarter earnings on Wednesday.  (Photo by Justin Sullivan/Getty Images)

Plug and Play Tech Center: considerada a maior aceleradora do mundo, a empresa é um espaço colaborativo que serve de abrigo para parceiros de diversos países e mercados, como software, petróleo etc. Nela, está localizada a Beam, pioneira na disrupção do varejo.

WhatsApp Image 2017-04-24 at 17.10.42

 

Flex: um a cada quatro produtos que consumimos diariamente passou pela Flex, empresa que desenvolve inteligência para conectar o mundo. São 200 mil profissionais, em 30 países, que inovam em engenharia e design para diversas indústrias e desenvolvem até veículos da NASA para expedições em Marte. A delegação conheceu de perto robôs, impressoras 3D e protótipos que só chegarão ao mercado no futuro.

WhatsApp Image 2017-04-25 at 15.12.50

 

Beam Technologies: a disrupção chegou ao varejo e a Beam é uma vitrine de como esse modelo econômico afeta o segmento do comércio, incluindo a interação entre robôs – responsáveis pelo atendimento, abertura de loja, controle de estoque, controle de caixa e logística do estabelecimento. A empresa lança tendências em todo o setor varejista no mundo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *