7 de junho de 2019
Um chatbot para chamar de seu
Varejo SA por Varejo SA

Tendência em inteligência artificial, os atendimentos automatizados podem ajudar a conquistar clientes e aumentar as vendas

Eles estão revolucionando a maneira como as empresas lidam com seus públicos. Estar à disposição dos consumidores 24 horas por dia, nos sete dias da semana, é hoje uma realidade para inúmeras companhias graças ao atendimento automatizado. Os chatbots são softwares capazes de interagir com pessoas por meio de aplicativos de mensagem. A inteligência artificial vem sendo adotada em todo o segmento comercial, mas agrega ainda mais vantagens quando é incorporada às lojas virtuais.


O chatbot é um programa de computador que faz o que é programado, simulando uma conversa humana e nada além disso. Programado para realizar inúmeros atendimentos de forma simultânea, diminui drasticamente o tempo de espera por uma resposta ou solução de um problema simples – que normalmente representa mais de 70% dos atendimentos.

Aplicados os chatbots, seu e-commerce torna o atendimento mais dinâmico e personalizado. O recurso é capaz de realizar o reconhecimento de nomes e número de documentos e de avaliar a escolha de palavras do consumidor para determinar seu estado emocional. Sua resposta, claro, é adequada ao comportamento do cliente.

Com os eles, é possível otimizar o atendimento, com maior personalização, promover redução de custos com equipes de SAC e telefonia, além de contribuir para um consequente aumento nas vendas. Mas não se engane pensando que se trata de um processo longo e complexo. Nosso mascote traz dicas para você montar seu próprio chatbot. Confira!

– Defina um propósito e objetivo

Imagine o chatbot como um novo funcionário da empresa. Ele precisa de um treinamento, de uma orientação acerca de qual é sua função. Para isso, as atividades devem estar claramente definidas. Quais problemas ele vai resolver? Ele será um atendente pronto para solucionar dúvidas de clientes? Ou desempenhará a função de um vendedor? Este é o primeiro passo.

– Reconheça o público-alvo

O robô será utilizado pelo seu cliente, por isso o gestor deve conhecer o perfil desse público. Compreenda a demografia, a linguagem ideal e a orientação geográfica do potencial usuário que acessará seu chatbot.

– Defina a estratégia de conteúdo

Qual será o tom da conversa do chatbot com o consumidor? A linguagem pode ser formal ou informal, pode haver envio de mídias, formulários, links etc. Prefira ser prático para passar sua mensagem e conquistar o cliente.

– Preocupe-se com a experiência do usuário

Um dos grandes segredos do sucesso de um chatbot é a experiência do usuário. Uma navegação fácil e amigável é fator determinante para o sucesso do projeto, afinal, sem uma experiência de qualidade, o cliente não permanece conectado ao seu website. Pense bem em como o chatbot pode fazer a diferença na navegação do consumidor.

– Escolha a ferramenta

Com todas as etapas anteriores concluídas, é hora de saber quais são os requisitos necessários para escolher a tecnologia de seu bot. Verifique todas as premissas de segurança em seu banco de dados e decida como se dará a implementação. Atualmente, existem várias ferramentas disponíveis no mercado, sendo uma das mais populares a Drift, que possui um plano gratuito para testar. Na RD Station App Store, você também encontra várias outras ferramentas de chatbot, como BLiP, Globalbot e Huggy, que possibilitam integração com o RD Station Marketing e podem impulsionar sua geração de leads. Vale a pena conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *