21ª edição

Conheça o caso de sucesso da empresa que apostou no conceito omnichannel

jun_tendencias_omnichanel

Não é novidade que o e-commerce cresce cada dia mais. Segundo o último relatório Webshoppers da Ebit, no primeiro semestre de 2017, o e-commerce brasileiro faturou R$ 21 bilhões, ultrapassando pela primeira vez a barreira dos 50 milhões de pedidos. Atualmente, marcas que limitam seus investimentos apenas a lojas físicas acabam perdendo espaço, diferentemente daquelas que estão presentes no mundo virtual – e, muitas vezes, apenas nele.

Ainda de acordo com o relatório, a categoria responsável pela maior parcela dos pedidos no comércio digital é de artigos de moda e acessórios (14,8%), seguida por itens de saúde, cosméticos e perfumaria (12,2%) e objetos de casa e decoração (10,6%). Imagina, então, se uma fast fashion conseguisse unir o melhor dos dois mundos – físico e digital – em uma só loja? Esse foi o desafio aceito pela Passarela, primeira empresa a vender calçados femininos no e-commerce brasileiro.

Um novo conceito

Atualmente, a empresa tem o faturamento equilibrado entre 50% vindo das lojas físicas e 50% do e-commerce. Após cinco anos de pesquisas, a marca apostou na inauguração, em maio deste ano, de uma das primeiras lojas no Brasil com o conceito omnichannel, ou seja, um ambiente multicanal que integra experiências de compra on-line e off-line em um só lugar.

A loja, localizada no Shopping Iguatemi Esplanada, em Sorocaba (SP), permite que os clientes experimentem os produtos, tirem dúvidas sobre as peças com consultores de moda a postos no local e finalizem a compra de forma on-line no terminal digital instalado no mesmo espaço, podendo retirar o produto no próximo dia ou solicitar a entrega no endereço de preferência. O objetivo é tornar a experiência de compra ainda mais prática, uma vez que, ao mesmo tempo que o consumidor tem total certeza sobre o produto que está adquirindo, não é mais necessário que a loja possua um espaço físico para estoque. “Otimizar o custo do metro quadrado e disponibilizar um portfólio maior de produtos para o cliente são alguns dos maiores desafios que enfrentamos hoje. Com o conceito omnichannel, muitas dessas demandas são supridas para o cliente”, revela Yasmini Ferrara, diretora de Marketing e head de e-commerce da Passarela.

Ela destaca também os principais benefícios, tanto para a marca quanto para o consumidor: “Redução de custos internos, fixos ou logísticos, e o cliente tem uma experiência única, em que o que está sendo vendido é a experiência com o produto e não o material em si”.

Reconhecimento

A Passarela vem sendo reconhecida constantemente por sua atuação inovadora. Em abril, Yasmini foi premiada com o primeiro lugar na categoria de melhor profissional de e-commerce, durante a quarta edição do Prêmio ABComm de Inovação Digital, voltado para os maiores e-commerces do país. Além disso, em novembro de 2017, Vanoil Pereira, CEO e fundador da Passarela, conquistou o título de CEO RA 1000, categoria criada pelo site Reclame Aqui. O prêmio busca destacar empresas com excelentes índices de atendimento.

Mas a empresa não pretende parar por aí e 2018 promete ser um ano de grande crescimento para a marca. “Esperamos aumentar a representatividade do e-commerce a partir do segundo semestre de 2018. O maior desafio está em contar para o cliente todas as novidades que temos, em produtos e serviços, além de aumentar a rentabilidade da operação, tanto nas lojas físicas quanto no e-commerce”, destaca Yasmini.

 

shares