15ª edição

A gestão 2015-2017 da diretoria da CNDL chega ao fim deixando um marco no coração do sistema: o reconhecimento da sua força

Por Renata Dias

Dez_TalkShow_posse2015_fotoLuizRoberto

Trabalho, modernização, parceria, fortalecimento e compromisso. Foram tantas as realizações nos últimos três anos que é fundamental destacar um avanço principal: o reconhecimento da força do Sistema CNDL e da importância do seu protagonismo para mover a economia nacional. A gestão 2015-2017 da diretoria da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) chega ao fim e a revista Varejo s.a. traz os principais destaques das ações, para recordar, consolidar e continuar.

Os trabalhos começaram com uma nova organização da casa. Uma parceria estratégica com a Fundação Dom Cabral (FDC) identificou as principais demandas e 11 projetos estruturadores foram definidos e nortearam as ações. O planejamento estratégico desenhou um caminho a ser seguido e reafirmou a missão, visão e valores do Sistema CNDL. O foco foi o aperfeiçoamento de processos organizacionais e o estabelecimento de novas práticas de governança e gestão, com medidas que reduziram riscos tributários, operacionais e financeiros.

O redesenho dos processos acabou reestruturando o funcionamento de todo o sistema, aprimorando o gerenciamento financeiro e contábil. A reorganização da infraestrutura de tecnologia e segurança de informação trouxe mais facilidade, controle e padronização aos sistemas internos e a integração dos recursos humanos da CNDL e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) promoveu melhoras nas relações de mais de 600 funcionários, que passaram a compartilhar dos mesmos direitos e benefícios.

“O novo modelo de governança irá possibilitar que o SPC Brasil avance em novos mercados, com nossos produtos, para que ambas as entidades possam atender mais e melhor a todos os seus associados”, avalia o presidente do SPC Brasil, Roque Pelizzaro Júnior.

Representatividade

Essa gestão certamente será lembrada pelo avanço da representatividade da CNDL no âmbito político e da sua atuação junto aos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. Os destaques confirmam um maior protagonismo da entidade em decisões nacionais importantes para o setor varejista e para o país. Logo no início da gestão, em 2015, a CNDL participou ativamente da criação da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Comércio, Serviços e Empreendedorismo, que contou com a adesão de 250 deputados e 21 senadores. O diálogo com a frente parlamentar é constante, em busca de diretrizes que melhorem o ambiente de negócios.

A sanção da Medida Provisória nº 764, em julho de 2017, também foi um marco. Ela tirou do papel uma demanda de mais de uma década do setor varejista, colocando em vigor a diferenciação de preços de acordo com a forma de pagamento. A assinatura do decreto que classifica as atividades do supermercado como essenciais e permite seu funcionamento aos domingos e feriados também era uma demanda antiga que foi concretizada.

A sanção da lei da modernização trabalhista e, mais recentemente, a participação no Programa Progredir, que prioriza a geração de empregos para famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, são avanços fundamentais para a retomada da criação de postos de trabalho em todo o país.

“São conquistas importantes, relevantes e essenciais para desburocratizar, racionalizar e melhorar a eficiência e produtividade do comércio e da economia brasileira”, avalia o deputado federal Rogério Marinho.

Em rede

A maior representatividade do Sistema CNDL em todo o país também é comprovada pelo aumento da participação de representantes em conselhos, fóruns e secretarias. Atualmente, a CNDL tem assento garantido em cerca de 300 conselhos estaduais e municipais e em 14 conselhos estaduais do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Também foi consolidada a participação no Fórum de Competitividade do Varejo, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), e no Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

Outra parceria estratégica que marcou essa gestão foi com o Sebrae, por meio do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo. Mobilizando mais de dois mil empresários e promovendo discussões em 16 estados, o programa reuniu 437 demandas de políticas públicas para desenvolver o setor de comércio e serviços.

Outra ação que mostrou o poder da articulação em rede foi encabeçada pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem). O Dia da Liberdade de Impostos aconteceu em diversos estados e alertou para a alta carga de impostos existentes no Brasil. Neste ano, a data contou com a participação de mil lojas e dez shoppings e com a venda de mais de cem mil litros de combustível com descontos.

Comunicação e capacitação

Uma das áreas que mais sentiram os resultados de uma gestão que focou na integração foi a comunicação. A parceria com a InPress trouxe um verdadeiro diagnóstico da imagem, identificando o papel do público e as necessidades de comunicação do Sistema CNDL. A partir disso, foram definidos três objetivos: aumentar o valor agregado para os lojistas, aumentar a representatividade do sistema e potencializar a integração entre as entidades. Um plano de comunicação integrada foi posto em marcha e o resultado foi a ampliação e o fortalecimento dos 11 canais de comunicação.

A integração e o alinhamento entre os mais de 50 profissionais em todo o país foram fundamentais para traçar estratégias, agregando valor e fortalecendo o sistema. A CNDL tornou-se o principal representante do setor varejista e referência na produção de conteúdo de qualidade sobre o setor. Esse trabalho de integração ganhou o Prêmio Aberje 2017, o mais importante do Brasil no reconhecimento de organizações e profissionais de comunicação.

Com mais parceiros estratégicos, a qualificação profissional também foi uma marca dessa gestão. Destaque para a parceria com a renomada HSM Educação Executiva, na criação de uma plataforma on-line de educação corporativa para micro e pequenos empresários – o HSM Experience – e com a FDC, que permitiu aos associados seguir programas educacionais e cursos de especialização oferecidos pela fundação, além de eventos, seminários, convenções, fóruns e tantos outros encontros, debates, assembleias, solenidades e reuniões.

Quer relembrar mais ou se aprofundar em algum tema? Não deixe de ler o Relatório Final da Gestão 2015-2017, que será disponibilizado no site da CNDL.

 

shares