20ª edição

Empresa mineira desenvolve plataforma para comunicação digital, triplica sua capacidade em três anos e se torna referência no setor

 Por Ada Suene

mai_startmeup_joaquim_1

Oportunidades para empreender nem sempre são visíveis de imediato. Por outro lado, uma simples ocorrência cotidiana pode ser uma chance para investir em sonhos. A história de um grupo de jovens de Minas Gerais começou assim.

Em 2006, Paulo Mello estava no Chile e perdeu seu voo de retorno ao Brasil. Durante as horas em que passou no aeroporto, observou a instalação de telas para orientação dos passageiros no terminal. Sem perder tempo, reuniu informações sobre o serviço e o produto, percebendo que ali havia um modelo a ser melhorado. De volta a Belo Horizonte, ele e Joaquim Lopes, que mais tarde se juntariam a Charles Schaefer e Wemerson Silva, deram início ao protótipo de uma plataforma de sinalização digital que, diferentemente do aeroporto chileno, trazia uma solução mais dinâmica para o serviço. A proposta trazia um sistema que levaria informações às pessoas, em tempo real, a partir de displays de elevadores, lojas e diversos ambientes comerciais, uma espécie de canal de TV segmentado para atender ao público-alvo, onde quer que ele fosse instalado. A versão beta foi testada no condomínio em que trabalhavam. Formava-se o embrião da 4YouSee.

“Desenvolvemos as tecnologias e validamos a plataforma no prédio. Com as informações dinâmicas das empresas de prestação de serviços, podíamos gerar produtos, como comunicados e informativos que atendiam aos condôminos e visitantes, a partir de displays no hall de elevadores”, conta Lopes.

Apesar do esforço do grupo no início, os primeiros erros logo apareceram. A falta de conhecimento do mercado e de técnicas de vendas acabou comprometendo a implantação da empresa. “Não conhecíamos muito do ecossistema de start-ups, que, na época, não era muito difundido. Sabíamos desenvolver produto, mas não vender. Achávamos que se venderia sozinho, um erro muito comum de quem está começando. Além disso, a competição com empresas estrangeiras já estabelecidas no ramo era outro grande desafio”, revela.

Para alavancar a empresa, em 2010, quando decidiram retomar o projeto e seguir o plano de negócios, eles trabalharam em dobro. No início prestaram serviços de criação de softwares e aplicativos móveis para levantar os recursos, ao mesmo tempo que desenvolviam os produtos da 4YouSee. No início, em vez de os sócios remunerarem-se, reinvestiam na empresa.

A SOLUÇÃO – Atualmente, a 4YouSee está consolidada como uma plataforma de comunicação digital signage (sinalização digital), que apoia clientes finais e integradores desde a criação de conteúdos até a sua distribuição, além de fornecer ferramentas para a análise de resultados. No formato B2B (business to business – de empresa para empresa), a start-up oferece a gestão e o monitoramento da comunicação digital de outras empresas, por meio de telas (displays) que fazem a transmissão de conteúdos conforme a segmentação do cliente. De pontos de venda do varejo a TVs corporativas, além de totens e quiosques de mídia indoor, a 4YouSee possui uma gama de ferramentas e serviços que contribui para experiência de vendas e de melhoria da comunicação daqueles que aderem ao serviço.

Seu principal produto é uma plataforma inteligente e acessível que reúne as ferramentas para o gerenciamento on-line dos conteúdos que serão exibidos. A partir de uma lista de reprodução (playlist), é possível realizar a transmissão, via internet, por meio de um ou mais equipamentos, criando uma espécie de emissora de TV personalizada.

CLIENTES – Com a diminuição do tempo gasto pelas pessoas diante da televisão e sua substituição progressiva pelos dispositivos móveis, a 4YouSee confere a seus clientes um passo à frente para a comunicação com o público. Pontos de venda e atendimento de empresas como a Ipiranga, de combustíveis, a Claro e a Oi, de telefonia celular, o Extra e Pão de Açúcar, já contam com displays controlados pela tecnologia dos mineiros, de forma direta ou indireta, através de integradores especializados em projetos de comunicação digital.

A Companhia Industrial Cataguases, da área têxtil, também está na clientela da 4YouSee. Lá, eles utilizam a plataforma para a criação de uma TV corporativa para a comunicação institucional e interna. Com essa medida, informações que demoravam até três dias para chegar a todo o corpo funcional passaram a levar apenas 15 minutos, uma economia de tempo e de insumos, relativos ao envio de comunicados impressos e murais.

CRESCIMENTO – Nos últimos dois anos, a start-up mineira triplicou seu tamanho. Em 2015, a 4YouSee cresceu 161%. Nos dois últimos anos (2016 e 2017), manteve a evolução no patamar de 75% ao ano. Com administração descentralizada em cinco cidades, além de Belo Horizonte, a empresa possui mais de 30 colaboradores e está em franca expansão.

“Estamos aprendendo a lidar, inclusive, com as dores do crescimento. Recentemente, um de nossos funcionários precisou mudar de estado e pediu seu desligamento. Resolvemos oferecer a ele o trabalho remoto, uma forma de testar novos modelos de contratação. A ideia é que cada um desses representantes possa contratar uma equipe e passe a ser um polo replicador da nossa estratégia”, explica Lopes.

Com o maior número de licenças vendidas no país, a 4YouSee tem um objetivo bem definido, segundo o mineiro: “Dominar o mercado nacional nesse setor”. E mais, com presença no México, no Peru e na Colômbia, eles têm planos de contratação de representante na Argentina ou no Chile, ainda neste semestre. A ideia é obter mais espaço na América Latina, por isso o Caribe também está na mira dos empresários.

4YouSee tem o nome calculado para alcançar o mercado de outros países. A expressão, que reúne palavras em inglês, significa “para você ver”, o que traduz exatamente a proposta da empresa de garantir visibilidade a seus clientes pela comunicação visual.

Lopes, Mello, Silva e Schaefer são, definitivamente, exemplos de sucesso de uma empresa que oferece produtos e serviços inovadores, gera empregabilidade e continua a crescer, apesar das dificuldades econômicas que pautam o país. “Até aqui, foi um caminho árduo. Pensamos em desistir algumas vezes. O apoio da família e de amigos foi muito importante. Vencemos as inseguranças e o cansaço de tantas noites de sono perdido. Meu conselho a quem deseja empreender é que teste seu produto o quanto antes. Aprenda com seus erros. No fim, quando tudo entra nos eixos, a vitória é muito gratificante”, garante Lopes.

Como funciona:

1 – A plataforma 4YouSee permite que as empresas façam a transmissão, via internet, de seus conteúdos, criando uma espécie de emissora de TV personalizada.

2 – Com uma TV corporativa para comunicação interna, informações que demoravam até três dias para chegar até os colaboradores passaram a levar apenas 15 minutos.

shares