4 de janeiro de 2017
Próximos passos
Varejo SA por Varejo SA

[sc name=”img-post-app” caminho=”http://revistavarejosa.com.br/wp-content/uploads/2016/12/5-pndv-capa.jpg” ]

Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo começa a atuar na região Nordeste

O Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo, parceria da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), começa 2017 a todo vapor na região Nordeste. Neste início do ano, o projeto terá duas dinâmicas para a elaboração de políticas públicas nos estados da Bahia e do Ceará.

Nesta etapa, serão realizados encontros para disseminação das propostas nos dois estados, além de Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Também serão realizados um mapeamento e um diagnóstico de ações de incentivo a inovação tecnológica no varejo.

O superintendente da CNDL, Éverton Correia, explica que o PNDV irá provocar uma melhoria considerável no funcionamento dos negócios. “Com o programa, o varejista poderá contar com uma mobilização local permanente, o que vai transformar a classe empresarial em protagonista das mudanças do marco legal”, destaca.

Ainda segundo o executivo, o programa vai apresentar medidas que favoreçam o varejo nas esferas federal, estadual e municipal. “A atuação do projeto será focada em resolver entraves que possam impactar no desenvolvimento das empresas, como, por exemplo, problemas de infraestrutura nas cidades onde estão instaladas. Vamos procurar diagnosticar e mobilizar os agentes responsáveis, além de apresentar as soluções adequadas”, acrescenta Correia.

Nos estados, as Federações das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDLs) vão participar oferecendo apoio operacional e logístico para a realização de algumas das ações previstas no escopo do programa.

[sc name=”titulo-secao-app” cor=”#1E3851″ titulo=”O que é PNDV?” ]

O Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo será executado em até dois anos. A expectativa é que todas as regiões do País sejam atendidas com ações ligadas ao convênio. Serão investidos no projeto cerca de R$ 3,5 milhões e a CNDL vai aportar 30% do valor do convênio. Os outros 70% ficarão a cargo do Sebrae.

www.pndv.org.br