8 de agosto de 2018
Políticas Públicas 4.0: CNDL aposta em novo convênio com Sebrae para desenvolver lideranças do varejo
Varejo SA por Varejo SA

Parceria resultará em um sistema informatizado e integrado com dados de políticas públicas em andamento em todo o país

 

Por Amanda Wall

 

 

Depois do sucesso do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV), executado ao longo de 2017, a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) prepara um novo convênio técnico-financeiro com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae): Políticas Públicas 4.0. A iniciativa nasce da necessidade de qualificar lideranças para atuar como protagonistas na elaboração e articulação de propostas de políticas públicas para o varejo, com foco na melhoria contínua do ambiente de negócios para o setor.

 

“A CNDL acredita que ainda há muito a ser feito para o desenvolvimento e fortalecimento da representatividade do varejo. A parceria com o Sebrae é um marco na história do sistema. Os resultados alcançados com o PNDV na integração entre nossas lideranças e representantes do poder público foram muito positivos”, relembra o presidente da CNDL, José César da Costa. “Agora, com esse novo projeto, vamos atuar para desenvolver em nossos líderes as aptidões necessárias para apoiar a criação de políticas públicas fundamentais para o setor de comércio e serviços”, reforça.

 

O projeto prevê a realização de encontros regionais com entidades e empresários para debater e consolidar fundamentos essenciais aos líderes do setor de comércio e serviços, como protagonismo, ética e associativismo. Além disso, estão programadas atividades de qualificação de lideranças e a execução de estudos e pesquisas sobre o varejo. Ao fim do período, existirá um grande banco de dados, uma rede integrada de articulação política para a estruturação das demandas do varejo e proposição de políticas públicas para o setor.

 

“Trouxemos para esse projeto conceitos que caracterizam a indústria 4.0 com a tecnologia como ponto central no processo, buscando melhorar a produtividade nesse trabalho de construção de políticas públicas para o setor”, explica o superintendente da CNDL, Marco Antônio Corradi. “Nos seis primeiros meses, vamos estruturar o projeto e determinar metodologias e, no início de 2019, começaremos a percorrer o país com as ações regionais”, comenta.

 

Dois anos percorrendo o Brasil

 

Ao longo dos dois anos do projeto, estão previstos 36 eventos nos quatro cantos do país. “Essas atividades são essenciais para disseminação das nossas bandeiras regionalmente”, comenta Costa. “Sabemos da importância de líderes e associados tomarem consciência de seus papéis na criação de políticas públicas e conhecerem as ferramentas de relacionamento institucional e governamental. Por isso, desenhamos um formato de convênio que qualifica esses atores de maneira adequada”, garante o presidente.

 

Outro importante produto resultante do projeto é a realização de estudos e pesquisas com foco em micro e pequenas empresas do setor de comércio e serviços. “Os dados e informações compilados servirão de base para a proposição de políticas públicas de interesse do setor. Estamos confiantes de que esse trabalho renderá frutos valiosos para o varejo brasileiro”, acredita Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *