21ª edição

Conheça as vantagens e desvantagens das franquias

Por Walquene Sousa

Depois de um período em recessão, o Brasil tenta recuperar sua economia. Aos poucos, a atividade econômica dá seus sinais de retomada e as vendas no comércio estão voltando a crescer. Em tempos de crise, surgem novas oportunidades e ideias de negócios. Mas não precisa começar do zero! Já pensou em abrir uma franquia?

Para pessoas que desejam abrir um novo negócio, experientes no comércio ou não, ela pode ser uma boa alternativa. As opções de segmento e valor variam muito. Existem investimentos baixos, médios e altos. Algumas franquias até permitem o parcelamento de sua aquisição como forma de facilitar o início da atividade.

O setor de produtos voltados para o universo infantil não conhece crise. Segundo dados da agência de inteligência Euromonitor, em seis anos, a venda anual de artigos para crianças no Brasil teve um crescimento de R$ 2,7 bilhões para R$ 3,9 bilhões. O fundador do Mr. Kids, Antônio Chiarizzi, comercializa brinquedos e doces em máquinas que podem ser instaladas nos mais diversos locais e atua no país desde 2010. A microfranquia custa R$ 18.500 e oferece possibilidade de pagamento em até cinco vezes. “Para nós, a procura é constante. Temos um público rotativo, que se renova a cada ano e busca nossos produtos de acordo com a idade. O índice de satisfação dos franqueados é de 90%”, ressalta.

Há seis anos atuando no comércio, o empresário Marco Eduardo Mathias de Oliveira está sempre atento às oportunidades. “Independentemente do momento econômico do país, os negócios acontecem o tempo todo. Atualmente, sou franqueado do Mr. Kids, com oito pontos espalhados por São Paulo. Os resultados têm superado minhas expectativas”, comenta o empresário.

 

De bolos a idiomas

jun_MovimentoVarejo_Franquias_VoSoniaMorango03

Outro ramo muito procurado é o da alimentação. De acordo com Rafael Ramos, diretor de Marketing da Casa de Bolos, em 2017, a empresa cresceu 17%. Ele explica que o perfil ideal do franqueado está relacionado às expectativas e exigências de cada negócio ou marca. “Buscamos por franqueados que queiram um negócio familiar, que tenham habilidade de se relacionar com o público, perfil para gestão, receptividade para seguir regras e disposição para dedicação integral ao negócio – transitando por ele da operação à gestão. Quando tudo isso é abraçado, temos então mais um embaixador da marca, que propaga o conceito e cresce com ela”, destaca.

jun_MovimentoVarejo_Franquias_Leiza Oliveira, CEO da Minds English

Com o mercado de trabalho cada vez mais concorrido, ser fluente em mais de um idioma pode fazer a diferença; assim, a demanda por cursos de línguas estrangeiras tem sido constante. Há dez anos no Brasil, a rede de idiomas Minds, focada em inglês, atende desde crianças a pessoas acima de 60 anos. “A empresa fez um mapeamento das regiões e verificou mais de 300 municípios potenciais para abrir novas unidades”, diz Leiza Oliveira, CEO da Minds English School. Em janeiro deste ano, além da agência de intercâmbio, também foram implantados os cursos 50% on-line e 50% presencial. Isso fez com que diminuísse o tamanho das escolas, pois não necessariamente o aluno ocupará o espaço da unidade, baixando o valor da franquia. Além disso, não há cobrança de royalties e se permite parcelamento.

Principais vantagens x desvantagens de adquirir uma franquia

Vantagens

  • Treinamento do franqueador.
  • Material de apoio – fôlder, panfletos e displays.
  • Site institucional e apoio de assessoria de imprensa.
  • Credibilidade da marca.
  • Produtos e/ou serviços já testados no mercado.
  • Melhor planejamento dos custos de instalação.
  • Custo da pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e/ou aperfeiçoamento dos já existentes.
  • Parcelamento da aquisição da franquia

Desvantagens

  • Pouca flexibilidade – nas franquias formatadas, os controles das operações do franqueado são constantes e permanentes.
  • Deficiência na variedade de produtos.
  • Diminuição da rentabilidade prevista.
  • Perda de qualidade nos produtos comercializados.
  • Localização forçada – na maioria dos casos, o franqueador tem a responsabilidade final pela localização da nova loja.
  • Valor do investimento para manter o negócio pode ser alto.
shares