3 de setembro de 2017
Mato Grosso é exemplo de boas práticas para o varejo
Varejo SA por Varejo SA

Ao receber o primeiro evento do PNDV, estado mostra exemplos de fortalecimento do setor e cidadania

Por Natalia Lima

Set_Desenvolve_Varejo_Nobres_aerea

Localizado na região Centro-Oeste, o Mato Grosso corresponde a aproximadamente 10,6% do território brasileiro, sendo o terceiro maior estado do país, atrás somente do Amazonas e do Pará.

Com 141 municípios, essa grande potência manteve, nos últimos 12 anos, um ritmo forte de crescimento na economia, com média anual de 8,8%, graças ao sucesso da agropecuária. Para ilustrar, de 2002 a 2014, o estado apresentou a segunda maior taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil ao acumular expansão de 105,6%, perdendo apenas para o índice registrado em igual período no estado do Tocantins, que somou 113%. Em 2014, o PIB do Mato Grosso atingiu R$ 101,23 bilhões.

Além dos números expressivos na agropecuária, o estado também se destaca quando o assunto é o setor de comércio e serviços. Em julho, o Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV), parceria da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), realizou em Cuiabá um seminário para disseminação de ferramentas tecnológicas para o varejo e qualificação de lideranças do Sistema CNDL. O evento revelou práticas implementadas em diferentes cidades, que servem de modelo para todo o país.

Um desses exemplos está em Nobres, cidade de 15 mil habitantes conhecida por seus rios cristalinos, grutas e cachoeiras. A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do município fez um grande esforço para resolver um problema que atrapalhava não só o varejo, mas também a saúde da população. “Realizamos um projeto com o Rotary e conseguimos implementar uma semi UTI no hospital da cidade. Apesar de se tratar de um hospital particular, ele só sobrevive porque tivemos iniciativa e contamos com o apoio do poder público. A prefeitura também colabora e oferece mensalmente uma contrapartida de R$ 180 mil, valor que permite ao hospital realizar cirurgias. Tudo isso graças à força dos comerciantes locais”, contou Cleide Duarte, diretora da CDL de Nobres. “A vida de todas as pessoas passa por um hospital e isso mostra que os comerciantes estão preocupados com a saúde e o bem-estar dos nossos moradores”, acrescentou.

Já em Paranatinga, a CDL do município mobilizou-se para fortalecer o comércio local. “Tínhamos um problema com ambulantes que vinham de fora e ocupavam o centro da cidade. Com o apoio da prefeitura e da Câmara Legislativa, conseguimos aprovar uma lei que proíbe vendedores de outras cidades nas ruas. Hoje, os ambulantes da nossa cidade são microempreendedores individuais, graças a uma parceria com o Sebrae. A iniciativa foi boa para o comércio, para os feirantes e para toda a cidade”, relatou o presidente da CDL de Paranatinga, João Lopes da Silva.
Parcerias facilitam acesso ao crédito

Set_Desenvolve_Varejo_BOXacordoBB

Sempre em busca de fortalecer a atividade empresarial, a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Mato Grosso (FCDL-MT) atua para desenvolver parcerias e práticas inovadoras para proporcionar mais condições de crescimento no estado e mais benefícios para os associados.

Uma dessas iniciativas é uma parceria da FCDL-MT com a Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso (Desenvolve MT), que prevê assessoramento especial para elaboração de projetos para financiamento. A parceria também prevê a divulgação dos programas de concessão de crédito da agência, por meio das entidades associadas que tenham interesse em aderir. O acesso aos benefícios pode ser realizado diretamente em cada CDL do estado, em que o associado irá contar com um atendimento personalizado no acesso às linhas de crédito da agência.

Para o presidente da FCDL-MT, Ozair Bezerra, essa parceria beneficia o comércio do estado, pois a cooperação funciona na base, em cada CDL, nos diferentes municípios. “Cada CDL terá um funcionário qualificado para fazer o cadastro dos empresários interessados. Depois, a proposta será enviada para a Desenvolve MT, em que será analisada; caso seja aprovada, o micro/pequeno empreendedor poderá acessar o programa de fundo de aval do Banco do Brasil”, destaca.

 

Fundo de aval

De acordo com o Portal do Empreendedor, o Mato Grosso tem cerca de 128 mil microempreendedores individuais registrados, os quais são os principais beneficiados com o Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), que faz parte do Programa Empreender Mais Simples. Lançado no início do ano, o programa prevê a contratação de até R$ 50 mil após acordo firmado entre o Sebrae e o Banco do Brasil. Ao todo, serão R$ 8,2 bilhões em recursos disponíveis ao longo de dois anos.

O Fampe atende às empresas que possuem faturamento bruto anual de até R$ 3,6 milhões e podem garantir até 80% das operações. Por meio dele, o Sebrae pode ser avalista complementar de financiamentos para pequenos negócios.

Recentemente, o presidente da FCDL-MT reuniu-se com o gerente de Mercado de Pessoa Jurídica, da Superintendência do Banco do Brasil em Mato Grosso, Glaydson Cavalcante, para estreitar essa relação. Na ocasião, Bezerra destacou que a FCDL-MT funciona como importante multiplicador do Fampe. “Esse fundo facilita o acesso ao crédito para milhares de micro e pequenos empresários. Segundo o Sebrae, mais de cinco mil empresas já utilizaram o fundo de aval em Mato Grosso. É um estímulo para aquelas empresas que não possuem 100% de garantias para oferecer numa contratação de crédito”, concluiu o presidente da FCDL-MT.

Saiba mais sobre o Fampe no portal do Sebrae: https://goo.gl/ZZdLpY.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *