16ª edição

Ação contemplou lojistas dos municípios de Macapá e Laranjal do Jarí, oferecendo condições especiais para negociação de dívidas

jan_Integra_Macapa2

De acordo com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), aproximadamente 270 mil amapaenses estavam com contas em atraso e com o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) restrito, no último mês de outubro.

As taxas de endividamento do estado do Amapá estão superiores às médias nacionais e da região Norte: cada consumidor tem, em média, 2,057 dívidas pendentes. A maior parte concentra-se nas contas de água, luz e comunicação.

Entre os fatores que justificam o aumento da inadimplência no estado, está a combinação entre o aumento dos números de pessoas desempregadas, o aumento dos preços e a pouca oferta de crédito, resultando no comprometimento da economia pessoal do amapaense.

Diante desse cenário, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Macapá (CDL Macapá), em parceria com o Sindicato do Comércio Lojista do Estado do Amapá (Sindiloja) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amapá (Fecomércio-AP), promoveu a 2ª Campanha Limpe seu Nome.

Realizada no período de 27 de novembro a 23 de dezembro de 2017, a campanha contemplou lojistas dos municípios de Macapá e Laranjal do Jarí. O objetivo era oferecer condições especiais aos consumidores inadimplentes para negociação de suas dívidas.

A iniciativa também envolveu mais de 30 empresas do comércio varejista que buscavam melhorar suas receitas de fim de ano por meio do recebimento de dívidas atrasadas, além de uma série de divulgações que incentivavam o consumo consciente.

shares