11ª edição

Redes sulistas de supermercado destacam-se como pioneiras na instalação da tecnologia de caixas de autoatendimento

Por Taise Borges

Consumidora finaliza a sua compra no terminal do supermercado Muffato

Consumidora finaliza a sua compra no terminal do supermercado Muffato

Caixas bancários, totens em aeroportos, aplicativos de celular. Todas essas tecnologias, já tão presentes em nosso cotidiano, podem ser consideradas “terminais de autoatendimento”, em que adquirimos produtos e serviços por conta própria, sem o auxílio de um vendedor. Agora, essa tecnologia populariza-se nos supermercados: redes da região Sul do país têm sido pioneiras na adoção dos self-check outs, caixas de autoatendimento em que o próprio consumidor contabiliza o valor da mercadoria e efetua o pagamento – solução que, entre outras vantagens, oferece mais agilidade ao processo de compras e reduz o custo operacional nos supermercados.

Uma das empresas a implantar recentemente a solução foi a Brasão Supermercados. A rede varejista lançou, no mês de junho, seu primeiro self-check out, instalado na loja de Chapecó, em Santa Catarina. O sistema, formado por quatro caixas de autoatendimento, é totalmente intuitivo – com apenas três cliques, o cliente finaliza sua compra. Também em Santa Catarina, na cidade de Concórdia, o supermercado Caitá aderiu à tecnologia do “autocaixa”. Segundo Juliano Zandonai, proprietário da rede varejista em que os caixas de autoatendimento funcionam desde dezembro de 2016, “a inovação é passo importante para sermos mais competitivos”.

Ivan Tauffer, Presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC)

Ivan Tauffer, Presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC)

Para o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC), Ivan Tauffer, o self-check out vem ao encontro do novo perfil de consumidor: conectado, antenado e que prima pela qualidade. “Os terminais são uma tendência mundial e irreversível, e não apenas no segmento supermercadista. Com o self-check out, como é conhecido esse terminal já existente na Europa e nos Estados Unidos, o empresário leva ao cliente uma nova experiência de compra, mais moderna e prática, uma vez que o sistema permite ao consumidor realizar sozinho todos os passos da operação. O varejista deve sempre procurar por produtos e serviços que se valham dessas inovações para levar mais comodidade aos seus clientes”, explica.

Pioneirismo

Londrina, no Paraná, foi a primeira cidade brasileira a oferecer a novidade do self-check out aos consumidores. O pioneirismo foi do Grupo Muffato, rede varejista que trouxe a tecnologia para o país em novembro de 2012. Na rede, o sistema atende, em média, a 300 clientes por dia, finalizando cerca de 60 mil compras em um prazo de seis meses. Segundo Eduardo Muffato, diretor do grupo, a tecnologia inaugura uma nova era no relacionamento entre as empresas do varejo e o consumidor, que passa de expectador para agente do processo de compra. “Nos horários de pico, o autocaixa agiliza o atendimento em até 20%, reduzindo consideravelmente as filas”.

Para ser implantada no Brasil, a tecnologia, que é importada, teve que ser adaptada às especificações do varejo local. “Foram dois anos de estudos e testes, mas o esforço e o investimento valeram a pena. Agora, nossos clientes usufruem do que há de mais moderno e inovador no mundo em termos de praticidade”, explica Muffato. Para tornar a implantação de caixas de autoatendimento uma realidade, o grupo aliou-se à RMS, empresa responsável pelos equipamentos e gestão do software. Segundo dados fornecidos pela RMS, 98% dos usuários do sistema consideram sua operação extremamente fácil e 99% deles garantem que vão continuar usando o serviço.

InovaF1

shares