23 de setembro de 2018
Fala: “Vamos fazer um grande debate com a população sobre as reformas da Previdência e tributária”
Varejo SA por Varejo SA

Ex-governador do estado do Ceará e candidato pelo PDT, Ciro Gomes também esteve presente ao Diálogo Eleitor, promovido pela Unecs. Em sua fala inicial, o candidato destacou a importância de uma mudança conceitual e de modelo no país, além da urgência para a solução de quatro problemas para que o Brasil volte a crescer: o endividamento das famílias, o endividamento empresarial, o colapso do setor público e o balanço de pagamentos. 

Ciro Gomes apresentou suas ideias sobre a reforma tributária, com exemplo de medidas para tornar a tributação sobre comércio e serviços mais eficiente. “Precisamos crescer mais que os pífios 2% ao ano”, afirmou. Ciro sugeriu a transferência de incidências de impostos dos rendimentos para os resultados, unificação de tributos e a adoção de um Imposto Sobre o Valor Acrescentado (IVA), que incida sobre a despesa ou consumo das transações efetuadas pelo contribuinte.

Ao questionamento sobre medidas para a eficiência do Estado, o candidato afirmou que o endividamento de famílias e das empresas é uma trava que precisa ser solucionada. Acrescentou ainda que há um colapso do setor público cuja solução precisa ser debatida. “O Brasil tem que dedicar os seis primeiros meses do novo governo a uma discussão sobre reformas”, pontuou.

A proposta “Nome Limpo”, em que pretende refinanciar as dívidas dos 63 milhões de brasileiros que estão inadimplentes tem sido um dos motes da sua campanha. Depois de anunciar que detalhes seriam copiados por seus adversários, o candidato publicou uma cartilha onde aborda os passos que serão adotados para “limpar” o nome dos cidadãos.

O candidato mencionou ainda que tem uma proposta para a reforma da Previdência que deve incluir a capitalização dos aportes no sistema, como forma de evitar que ele se esgote e veja a necessidade de novas mudanças em pouco tempo. “Nos seis primeiros meses de governo, vamos promover um grande debate com a população sobre as reformas da Previdência e tributária, com apoio das universidades”, declarou. Para o candidato, é preciso um redesenho do pacto federativo e a reforma tributária para melhor distribuição dos impostos. Ele disse que pretende adotar melhores práticas, como a cobrança de impostos sobre mercadorias no destino (hoje são cobrados na origem) e a fusão de tributos.

Sobre urbanismo, Ciro Gomes observou a necessidade da participação maior de prefeituras e governos estaduais em programas de moradia, como o Minha Casa, Minha Vida. “Hoje a estimativa é que falta moradia para mais de seis milhões de famílias no país e os programas de moradia se tornam insustentáveis com a implementação de infraestrutura urbana a cargo do governo federal.”

Em seu programa de governo, o candidato afirma que fará uma revisão das atuais leis trabalhistas, de modo a adaptá-las às novas tendências do mercado de trabalho, alavancar o empreendedorismo, incentivar empresas e trabalhadores a realizar contratos de trabalho mais longos, estimular aumentos na produtividade e diminuir a insegurança jurídica. De acordo com suas propostas, os setores do agronegócio, agricultura familiar, serviços em geral, comércio, a economia criativa e o turismo também serão estimulados para contribuir ao crescimento da economia brasileira e à geração de empregos. Da mesma forma, atenção especial deverá ser direcionada aos empreendedores, inovadores e às pequenas e médias empresas. A implementação de programas de microcrédito e treinamento de microempreendimentos com atenção às mulheres, e a redução da burocracia para abertura, acompanhamento das operações tributárias e fechamento de empresas também são destaques do seu programa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *