7 de janeiro de 2019
Entenda seus dados e venda mais
Renata Dias por Renata Dias

O gigantesco volume de dados gerados a cada segundo é a melhor fonte para ter um e-commerce de sucesso

Melhor experiência de compra, mais satisfação dos usuários, mais vendas. Para ter um e-commerce matador, é fundamental investir em soluções para armazenar, processar e extrair valor de todos os dados gerados no seu site. Dados são o ponto de partida para transformar análises em inteligência de negócios, afinal eles carregam informações valiosas sobre os consumidores e o mercado e podem ajudar a colher os melhores resultados.

Para extrair o poder dos dados, ferramentas como big data, inteligência artificial e machine learning são acessíveis a todo tipo e tamanho de e-commerce. São tecnologias que auxiliam nas decisões estratégicas, gerando ainda mais conversões para o negócio.

Para guiar o futuro do seu negócio, entenda como o big data pode ajudar a converter mais vendas no seu e-commerce.

Conhecer melhor a persona

Cada clique, cada curtida, cada página visitada, todos os passos dos consumidores podem ser monitorados na web. O papel dos softwares de análise de dados é reunir e organizar as informações para transformá-las em inteligência.

Prever tendências e demandas do mercado

:Antes de investir todo o dinheiro no desenvolvimento de um novo produto, é preciso saber se o público realmente vai gostar dele. A inteligência de dados ajuda a fazer previsões como essa.

Melhorar o atendimento ao consumidor

Com o big data, o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) deixa de ser apenas um setor para responder a reclamações de clientes por e-mail ou telefone. A análise de dados sobre os consumidores permite agir ativamente para entregar soluções personalizadas, de acordo com o histórico de interações e as preferências de cada cliente.

Diminuir o abandono de carrinho

O processo de checkout é um ponto sensível para todo e-commerce. É preciso identificar qualquer motivo que esteja causando o abandono de carrinho. O big data ajuda a perceber padrões de comportamento dos usuários, identificando possíveis erros no site ou outros problemas (como o preço do frete), além de coletar dados dos clientes, que depois podem ser impactados pelo remarketing.

Personalizar a experiência de compra

O big data também permite que cada consumidor acesse uma loja virtual exclusiva para ele. Se as empresas estão munidas de informações dos clientes, podem criar sites dinâmicos que se adaptam aos interesses e hábitos de cada pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *