23 de setembro de 2018
Eleições 2018: Com a palavra, os candidatos
Renata Dias por Renata Dias

A disputa pelo Palácio do Planalto tem maior número de candidatos desde 1989. Oficialmente, treze pessoas registraram-se no Tribunal Superior Eleitoral como candidatos à Presidência da República. Ainda existem incertezas sobre a impugnação de algumas candidaturas que estão sendo questionadas na justiça. Mas a campanha eleitoral está em pleno vapor. Em meio a diversas pesquisas de intenção de voto e discursos recheados de chavões emocionais, é preciso avaliar criticamente o que está sendo proposto por cada um dos postulantes.

Para ajudar neste filtro e destacar as propostas, no dia 14 de agosto, a União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs) promoveu o Diálogo Eleitor, com os candidatos à Presidência da República, em Brasília. Formada por oito entidades representativas do setor de comércio e serviços, a Unecs impacta 15% do Produto Interno Bruto (PIB) e é responsável pela geração de 22 milhões de empregos diretos em todo o país. A sabatina com os candidatos teve transmissão online e impactou cerca de 500 mil empresários.

Na abertura, o presidente da Unecs, Paulo Solmucci destacou que se tratar de um diálogo entre candidatos e a sociedade. “O mercado real somos nós, os empreendedores e os colaboradores. Cotidianamente juntos, lado a lado, solidariamente somos nós que pegamos no pesado. Somos a principal alavanca da inclusão social no país, com a simultânea geração de emprego e renda”, declarou.

Solmucci observou ainda que as eleições ocorrem em um ambiente de confusa estrutura político-partidária. “Eis aí o desafio da reforma política. Aliás, desafios não nos faltam. Reforma da previdência, simplificação tributária, combate ao contrabando, competitividade no sistema financeiro, saneamento básico, modernização das estruturas de saúde e educação. O leque é extenso”, apontou.

Estrutura

Para o Diálogo Eleitor, a Unecs convidou os candidatos com maior pontuação nas pesquisas de intenção de votos. Foram estruturados quatro blocos temáticos e os presidentes das entidades nacionais que integram a Unecs se revezaram para fazer as perguntas aos candidatos, que tiveram 45 minutos de exposição sobre cada ponto.

Os temas abordados foram: eficiência do Estado, ambiente de negócios, urbanismo e serviços essenciais, garantia de direitos. Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Henrique Meireles (MDB), Fernando Haddad (representando a candidatura do PT) e Geraldo Alckmin (PSDB) participaram do evento. Os candidatos João Amoêdo (Novo), Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSL) não estiveram presentes. Mas, devido a relevância desses nomes na corrida presidencial, a revista Varejo s.a. trouxe, com base em entrevistas e nos programas de governo registrados, os destaques das suas propostas também. Confira!

CNDL divulga Manifesto do Varejo

A partir de um levantamento feito com mais de dois mil empresários, lideranças regionais e representantes do Poder Público, a CNDL e o SPC Brasil, identificaram oito temas prioritários e publicaram o Manifesto do Varejo. É preciso, urgentemente, reduzir a burocracia e simplificar os processos que envolvem abertura, funcionamento e inovação das empresas. Além do mais, é fundamental avançar no desenvolvimento de políticas relacionadas à segurança pública, à infraestrutura e ao acesso a crédito privilegiando os empreendedores e, consequentemente, toda a sociedade brasileira, o que pode ser feito por meio de Projetos de Lei, eventos e parcerias com a iniciativa privada.

Com base nesses oito temas, foram listadas sugestões para que os candidatos ao governo assumam o compromisso de tê-las como bandeira e, assim, apoiar a melhoria do ambiente de negócios no país, especialmente para o varejo. O presidente da CNDL, José César da Costa, entregou pessoalmente o documento para os principais candidatos à Presidência da República. Confira a íntegra no link: https://bit.ly/2KWqz4w

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *