3 de novembro de 2018
É tempo de conciliar
Amanda Wall por Amanda Wall

Passado o segundo turno das eleições, temos definidas as novas configurações dos governos federal e estaduais. O período eleitoral foi bastante polarizado, com discussões e rachas até entre famílias e amigos. Agora, é momento de unificar e pacificar nossas relações, inclusive nos ambientes profissionais. É possível – e recomendável – aproveitar o período de confraternizações de fim de ano para resgatar a união das equipes. Independentemente do posicionamento político, é preciso ter em mente que diálogo, respeito e empatia são o melhor caminho para dirimir divergências.

Os governantes eleitos terão quatro anos para trabalhar rumo à retomada do crescimento econômico do Brasil e olhar para outras questões sensíveis, como saúde, educação e segurança pública. Nós, do Sistema CNDL, temos total interesse em continuar apoiando a melhoria do ambiente de negócios e dedicaremos os esforços que estiverem ao nosso alcance para contribuir com o desenvolvimento do país. Acreditamos que essa construção será muito mais efetiva se conduzida pacificamente e temos esperança em tempos melhores, apesar do atual cenário de incertezas.

Olhando para este momento compreendendo que mesmo as adversidades trazem o crescimento, é chegada a hora de o varejo planejar a melhor época para as vendas: o fim do ano. Os preparativos envolvem estratégias de marketing, contratações temporárias, reforço nos estoques e treinamento de equipes para aproveitar ao máximo o ponto alto do nosso setor. Entre as dicas e sugestões de especialistas, esta edição apresenta uma matéria com orientações para promover concursos, sorteios e promoções a fim de incrementar ainda mais as vendas nesta reta final de 2018.

Novembro também traz uma grande oportunidade para nosso setor com a Black Friday. Tradicional no mercado norte americano, a data vem se firmando no cenário brasileiro e é uma chance de aumentar o faturamento e se destacar no ambiente digital. Nossa equipe ouviu especialistas, CEOs e executivos de empresas que oferecem ferramentas que podem ajudar compradores e varejistas a realizar transações com mais segurança.

Aproveitamos a edição para apresentar duas iniciativas internas que reforçam o caráter social do varejo. São projetos apoiados pelas Câmaras de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte, em Minas Gerais, e Lages, em Santa Catarina. Um atende 4.500 crianças e adolescentes todo ano por meio de programas sociais e culturais, e o outro acompanha e fiscaliza gastos do governo, leva educação fiscal e conceitos de cidadania aos alunos de escolas municipais. Essas são pequenas amostras das ações que entidades do Sistema CNDL desenvolvem em todo o país como forma de dar um retorno às comunidades onde estão inseridas. Como é de costume, continuaremos compartilhando com nossos leitores os exemplos que inspiram a prática do bem e da fraternidade.

Boa leitura!

Um abraço,

José César da Costa

Presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *