23ª edição

Um dos meios preferidos na internet, os vídeos despontam como comunicação certeira com seu público-alvo

tag_filmagem

De acordo com uma pesquisa realizada pela Google, a quantidade média de horas que o brasileiro passa assistindo a vídeos por streaming semanalmente cresceu 90,1% em três anos. Isso quer dizer que, em 2014, a média por semana era de 8,1 horas e, em 2017, passou para 15,4 horas. Na estratégia de comunicação da sua empresa, o vídeo não pode ficar de fora. Eles podem ajudar na construção da imagem, interatividade e, também, rapidez na hora de transmitir uma mensagem.

Mas é possível apostar em vídeos sem ficar caro, amador ou chato? O TAG afirma que sim! Com o conhecimento e a preparação certos, é possível dominar a arte de fazer um vídeo de forma simples, com qualidade profissional e sem gastos excessivos de tempo e dinheiro. Confira as dicas.

– Planejamento e roteiro: comece determinando o objetivo do vídeo e a mensagem principal a ser comunicada. Reúna sua equipe e estabeleça o melhor formato, abordagem, cenário e quem irá participar. Também é fundamental definir qual é o público e em quais canais ele será transmitido. A partir dessas definições, é importante elaborar um roteiro que contenha o passo a passo detalhado de filmagem. Vale lembrar que uma boa história, independentemente da duração, tem início, meio e fim.

– Equipamentos: avalie a possibilidade de um investimento inicial para ter seu próprio equipamento. Além de poupar na hora de produzir outros vídeos, existem muitas opções de materiais disponíveis no mercado que não são tão caras como imaginado. É importante também buscar equipamentos com que você já tenha familiaridade e extrair o máximo de cada recurso. Lembre-se de que quem faz o vídeo é você e não a ferramenta.

– Gravação: escolha um local adequado, observe a iluminação e sons exteriores, garanta que o espaço geral e elementos adicionais estejam adequados para enquadramento e isole a área, evitando interrupções. Dedique um tempo para ensaiar e não se esqueça de ser direto. Se o objetivo do vídeo é passar uma mensagem, fazer um convite, divulgar um produto, é fundamental que a mensagem seja clara, objetiva e criativa.

Áudio: em qualquer tipo de vídeo, um áudio ruim pode comprometer a reputação do seu conteúdo. Além disso, câmeras de gravação, tanto digitais quanto DSLR, não dispõem de um gravador de áudio integrado e de alta qualidade. Por isso, vale a pena pesquisar o melhor microfone para gravar vídeos, de acordo com suas necessidades. Para saber qual microfone é o mais adequado para o seu equipamento, confira aspectos de captação e impedância.

– Edição: existem programas bem simples, ideais para iniciantes, e também os mais robustos, com mais funcionalidades e ferramentas, que são mais indicados para alguém com mais experiência ou tempo para explorá-los. Para quem está começando a produzir vídeos e ainda não quer se aventurar em softwares mais complexos de edição, nossas indicações são o Windows Movie Maker (PC) e o iMovie (Mac), nativos de seus sistemas operacionais. Ambos são bastante fáceis de usar e atendem perfeitamente às demandas de projetos mais simples, sem grandes exigências em termos de edição.

Vídeo pronto, agora é só divulgar!

shares