9 de abril de 2019
Desafios de gestão em empresas familiares e de novos empreendimentos no mercado
Varejo SA por Varejo SA

Inovar sem perder a identidade traçada pelo fundador do negócio é um desafio para as empresas familiares. Esses negócios são a base do empreendedorismo ao redor do mundo. De uma pequena padaria a grandes conglomerados industriais, inúmeros negócios de sucesso têm em comum a presença da família em seu cotidiano.

O empresário e membro da Câmara de Dirigentes Lojistas Jovens de Manaus, Rodrigo Souza, que trabalha no ramo de panificação com a conceituada Nego Bom Padaria e Confeitaria, continuando a tradição familiar, é um exemplo de que empresas nesse segmento podem dar certo, se consolidar no mercado e virar tradição na sociedade.

Evidentemente, empresas familiares enfrentam desafios importantes em sua trajetória, muitos deles derivados da estreita ligação entre a atividade do negócio e a vida familiar de seus controladores. Souza faz parte da segunda geração da Nego Bom, que nasceu da necessidade de seus pais terem seu próprio negócio e se firmarem na cidade de Manaus.

“Atualmente, dou continuidade a esse propósito, pois enxerguei que o segmento me traria rentabilidade, dinamismo e satisfação em fazer parte de momentos especiais na vida das pessoas”, comenta, lembrando que o empreendimento existe há 29 anos e busca sempre se reinventar no mercado manauara.

Existem ainda empresas que não são familiares, mas desenvolvem atividades de destaque na região Norte. É o caso da Matupi Fabricação de Laticínios, que fabrica diversos produtos com qualidade assegurada em todo o estado do Amazonas. O empreendimento é especializado na produção de diversos tipos de queijo, além de outros produtos oriundos do leite.

Renato Gomes, proprietário da empresa, ressalta que os diferenciais de mercado da Matupi são a qualidade dos produtos e o extremo rigor na análise do leite, “que, por sinal, é 100% produzido no Amazonas. Mesmo sendo uma agroindústria, buscamos levar aquele ‘sabor da roça’ diretamente ao nosso consumidor”.

Há também aqueles que lançam sua própria marca e pretendem expandir para que novas gerações deem segmento ao negócio. É o caso do advogado e empresário Victor Gonzáles, que há pouco mais de dois anos resolveu criar sua própria marca no ramo de hamburgueria e tem como objetivo “unir pessoas por meio de momentos felizes”, com a Mindu Burger.

Gerir processos, negócios, marketing, vendas, finanças, inovação e pessoas não são tarefas triviais; muito pelo contrário, a má condução de qualquer um desses elementos pode levar uma empresa à decadência completa e a sobrevivência de negócios familiares e não familiares requer planejamento e gestão de qualidade.

Por Luiz Eduardo Leal, coordenador da CDL Jovem Amazonas e Diretor da Rumo MKT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *