8 de agosto de 2018
Comunicamos muito, conectamos pouco
Varejo SA por Varejo SA

Vivemos um momento cada vez mais virtual em nossas relações interpessoais e, fazendo algumas reflexões com base em dados apurados por especialistas, fica evidente que somos bombardeados por mais de 40 mil imagens todos os dias. De acordo com esses dados, existe sempre alguém tentando de alguma forma chamar nossa atenção. Você tem ideia de quantos políticos, publicitários, jornalistas, empresas, família e conhecidos têm algo para falar? A todo momento, nos deparamos com e-mails, mensagens, vídeos, TV, rádio, Twitter, Facebook, Instagram etc. Nosso dia a dia é um verdadeiro amontoado de palavras e informações. Agora, faço a seguinte pergunta: como escolher com o que devemos ou não gastar tempo para dedicar atenção?

Sem esquecer nossas mensagens pessoais, falamos, em média, 15 mil palavras por dia. Isso quer dizer que poderíamos fazer um livro com 300 páginas por ano e formar uma biblioteca durante toda a nossa vida. Incrível, não? Façamos uma reflexão a partir desses dados. Quais dessas palavras seriam importantes? Elas realmente chegariam a outras pessoas? De que forma? Confesso não ter as respostas, mas podemos concluir que falar é fácil. Pensando nisso, como você se comunica com os outros?

Existe uma afirmação que faço e não abro mão: para a pessoa ser bem-sucedida, é necessário ter uma comunicação efetiva. Mas, analisando essas questões, verifique se você já não vivenciou uma dessas situações: já se sentiu frustrado quando fez uma apresentação e teve a percepção de que as pessoas não compreendiam o que estava sendo apresentado? Já teve muita dificuldade de explicar para seu chefe sua capacidade profissional e importância para empresa em que trabalha, com o objetivo de realizar um projeto de relevância ou alcançar reconhecimento ou promoção? Assim sendo, não conseguindo achar uma forma de se comunicar efetivamente, com certeza não alcançará seu objetivo e irá gerar uma grande frustação.

Enfim, diante de tantos desafios que a comunicação nos apresenta, qual é o verdadeiro segredo? Eu respondo: é a conexão. Com muitos anos de casado, um bom tempo de carreira, liderando algumas corporações e bastante experiência como professor e palestrante, posso afirmar que, se você quer ter sucesso, deve aprender a se conectar com pessoas.

Devemos ter clareza de que liderança requer boa comunicação e está relacionada com conexão. Essa conexão possibilita uma grande melhoria na qualidade dos relacionamentos, cria uma habilidade que gera trabalho em equipe, aperfeiçoa o clima organizacional, traz maior comprometimento, afeta e influencia positivamente a produtividade. Podemos fazer analogia com um trem, que só se locomove efetivamente quando a máquina principal está engatada, conectada aos outros vagões e estes, uns aos outros. Da mesma forma, saiba que o critério número um para o avanço na carreira é a capacidade de se comunicar de forma eficaz e isso significa conectar-se.

Talvez, quando você leu o título deste artigo, “Comunicamos muito, conectamos pouco”, pode ter estranhado, pois o que ouvimos sempre é que estamos cada vez mais conectados, se imaginarmos que essa conexão é apenas virtual, mas a verdadeira conexão é a que gera ações transformadoras e ocorre pela inter-relação pessoal, concorda?

O alerta que deixo é que, quanto mais virtuais estiverem os nossos relacionamentos, mais será necessário qualidade na comunicação presencial para apresentar nossas qualidades, capacidades, nosso potencial e, principalmente, transparência como seres humanos.

ago_artigo_AdelmoFreire2

ADELMO FREIRE

Professor de Comunicação Empresarial no Instituto Superior de Administração e Economia do Mercosul da Fundação Getulio Vargas (ISAE/FGV) – Curitiba/PR. Professor de Comunicação na Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB) – São Paulo. Instrutor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Comentarista sobre comunicação profissional em emissoras de rádio/televisão (afiliada Rede Globo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *