3 de setembro de 2019
Como os jovens utilizam a tecnologia
Varejo SA por Varejo SA

A chamada geração Z nasceu e cresceu em um mundo conectado à internet; em poucos anos, será o maior público consumidor do planeta

Estimado em dois bilhões de pessoas, o grupo de jovens nascidos entre 1995 e 2010 em poucos anos será o maior público consumidor do planeta.

A chamada geração Z não apenas testemunhou as inovações e transformações tecnológicas, mas nasceu em um novo ambiente mundial, conectado à internet, em que novas relações sociais, de trabalho e consumo surgiram.

Não há dúvidas de que o uso da tecnologia é essencial nas experiências de compra e de consumo. Pesquisa conduzida pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), analisou o comportamento e a relação desses brasileiros com a tecnologia.

De acordo com a análise, nove em cada dez jovens (87%) acessam a internet todos os dias, majoritariamente via smartphone (81%).

“A geração Z não está apenas crescendo cercada pela tecnologia, mas sua visão de mundo e a maneira como constrói relacionamentos e interage com o meio à sua volta parecem passar cada vez mais pelo uso de aparelhos móveis conectados. Eles não estão apenas ‘imersos’ no ambiente virtual, mas suas próprias vidas são, em parte, digitais”, destaca o presidente da CNDL, José César da Costa.

A constante conectividade mostra que a relação dos jovens com a tecnologia vai muito além das redes sociais. A pesquisa indica que praticamente oito em cada dez jovens que possuem um smartphone sentem que a vida seria prejudicada de alguma forma se não tivessem o aparelho (77%). Nesse caso, as áreas mais afetadas seriam lazer/entretenimento (39%) e estudo/trabalho (39%).

Consumo e internet

O ambiente on-line é o preferido da geração Z, não apenas para buscar todo tipo de informação, mas também para estar em dia com as relações sociais e ampliar o círculo de amizades, bem como para aprender e lidar com compromissos financeiros.

De acordo com o estudo, a internet é o meio mais frequentemente utilizado para ficar informado sobre as notícias em geral (87%) e buscar informações sobre produtos e serviços (82%).

No que diz respeito às compras feitas pela internet, os meios mais utilizados são os sites (61%), os aplicativos (52%), as redes sociais (31%) e o WhatsApp (26%). Nesse caso, os itens mais frequentemente adquiridos são roupas, sapatos e acessórios (51%), eletrônicos (45%), livros (35%) e jogos eletrônicos (32%).

“São jovens que vivenciam os espaços virtuais e físicos ao mesmo tempo. Apesar de estarem conectados, com acesso a muitas informações simultaneamente, tendem a desenvolver fortes conexões com as marcas. Por isso, é fundamental que o mercado entenda essa geração para criar suas estratégias”, acrescenta Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *