18ª edição
hilanie_2018
Quando a loja vira casa
16 de março de 2018
Marcela
Sobre mudar e preservar
16 de março de 2018

A importância do planejamento tributário para as empresas do setor de varejo

Por João Eloi Olenike Presidente do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT)

*João Eloi Olenike

Nos dias de hoje, a necessidade que as empresas têm de utilizar um planejamento tributário para encontrar mecanismos que lhes permitam diminuir os gastos com o pagamento de impostos é gigantesca. Isso porque o custo tributário para os empreendimentos costuma ser o mais importante e mais caro, por causa das multas para quem não o paga. Dessa forma, essa operacionalização tornou-se imprescindível na administração de gestões empresariais.

Com a economia cada vez mais globalizada e competitiva, os altos custos tributários existentes em nosso país, atrelados à enorme burocracia, se não devidamente equacionados, podem provocar a extinção de um bom número de empresas, principalmente daquelas que não estão preparadas para enfrentar essa realidade.

Para ver isso de perto, basta analisar as últimas notícias divulgadas pela Receita Federal acerca da suspensão do CNPJ de pequenas empresas que não conseguiram arcar com os custos fiscais para manter suas portas abertas. Apenas entre os microempreendedores individuais, esse número chega a 1.372.246 em 2018.

Considerando a relevância das pequenas e médias empresas na economia, o resultado de um planejamento tributário bem executado dentro das empresas de varejo traz grandes ganhos para o negócio e, consequentemente, para o mercado, visto que, além de evitar gastos desnecessários dentro desse imbróglio tributário, o crescimento do comércio gera empregos e estimula o desenvolvimento do país.

Não existe escapatória: o planejamento tributário é, atualmente, fator essencial dentro da estratégia empresarial de competitividade.

Diante de tantas burocracias impostas pelo governo para os empresários, a única saída é não se acomodar e não deixar o negócio tornar-se quadrado e obsoleto. É preciso buscar saídas tributárias benéficas para seu empreendimento, apesar das leis inoportunas e abusivas.

*João Eloi Olenike

Presidente do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT)

shares