20ª edição
shutterstock_696061069
O imposto nosso de cada dia
1 de maio de 2018

Palavra do Presidente

Por José César da Costa Presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas

Em busca de mais vitórias para o varejo

Ser empresário no Brasil, sabemos, significa matar um leão por dia. Além do trabalho árduo, é preciso lidar com uma carga tributária pesada e confusa. Entendê-la e propor melhorias é uma das missões que o Sistema CNDL deve cumprir, por meio da interlocução com as entidades representativas e os Poderes Executivo e Legislativo.

Conseguimos, no mês de abril, uma grande vitória, com a aprovação no Congresso da derrubada do veto ao Refis das micro e pequenas empresas e sua publicação no Diário Oficial da União. Aprovado no Legislativo em 2017, o projeto que previa o parcelamento de débitos contraídos até novembro daquele ano foi vetado, em janeiro, pelo presidente da República, Michel Temer. Na ocasião, alegou-se que a medida feria a Lei de Responsabilidade Fiscal ao não prever a origem dos recursos que cobririam os descontos. Agora, o impacto do Refis fica para 2019 e poderá entrar na previsão orçamentária.

A dificuldade de pagar impostos, no entanto, segue como um desafio permanente aos empresários. Promovido anualmente pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem) em vários estados do Brasil, o Dia da Liberdade de Impostos (DLI) será no próximo dia 24. Seu objetivo é conscientizar sobre a alta carga de impostos no Brasil e o baixo retorno na forma de serviços prestados pelo Estado e apoiar a simplificação tributária.

Para ter uma ideia, de acordo com relatório divulgado em outubro pelo Banco Mundial, as empresas gastam em média 1.958 horas por ano para cumprir todas as regras do fisco. Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), o brasileiro trabalha, em média, 150 dias por ano só para pagar impostos. Em 2013, os tributos comprometeram mais de 40% da renda do trabalhador. Tal situação inibe cada vez mais o consumo do cidadão.

Por isso, devemos inovar e ser criativos para driblar tantas dificuldades. Estamos em maio, mês das mães, uma data de peso para o varejo. O setor preparou-se confiante, com variadas promoções e novidades para esquentar as vendas dessa época de grande movimento. Afinal, as mães merecem todo o nosso carinho e homenagem. Nada mais justo que recebam mimos caprichados na sua data especial!

Na edição passada, oferecemos dicas sobre como o lojista poderia se adiantar nos preparativos para a data. Desta vez, a Copa do Mundo é nossa, numa reportagem que mostra como transformar o campeonato, realizado na Rússia, em faturamento para o seu estabelecimento. Confira!

Desejo a todos os amigos do varejo nacional um maio próspero, com ótimas vendas!

Um abraço,

José César da Costa – Presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL)

shares