14ª edição

Tradição italiana e tecnologia

Uma musicista mineira, de origem italiana, com um hobby: decoração. Há 36 anos, Conceição Cipolatti maravilhava a família e amigos com seus natais em miniatura e presépios perfeitos. Até que um dia, um gerente de shopping em Belo Horizonte convidou-a para fazer a decoração de dezembro do centro comercial. Não parou mais e continua na ativa, aos 80 anos.

Uma pequena atividade caseira em Minas virou um colosso da decoração natalina, com uma fábrica em Jacareí (SP) em um galpão de 30 mil metros quadrados, além de um escritório de design em Taboão da Serra (SP), de sete mil metros quadrados. Tem atualmente 300 funcionários fixos, com até 1500 pessoas trabalhando a todo vapor para o Natal. Em 2017, mais de 100 shoppings pelo Brasil afora terão decoração Cipolatti, com uma média de investimento de R$ 250 a R$ 300 mil.

“A tendência esse ano é o uso de tecnologia. Como, por exemplo, botar óculos de realidade virtual e participar de uma guerra de bolas de neve”, comenta Felipe Esótico, gerente de Marketing da Cipolatti. “Mas, claro, os clássicos são imbatíveis, como o pinheiro gigante, Papai Noel e o presépio representando o nascimento de Cristo”, acrescenta Esótico.

Outra tendência é a interação, ou seja, que tal um urso que fala com as crianças? Uma árvore que se pode atravessar ou subir? “Também fazemos trabalhos customizados, com temas específicos, homenagens e o que mais for demandado”, comenta Esótico. “Para o cliente, o ganho é enorme: mídia espontânea e um passeio perfeito para a família inteira, que, claro, vai consumir no mínimo um sorvete dentro do shopping”, conclui o gerente de marketing da Cipolatti.

 

Pontos de virada:

  • Mescla de tradição e tecnologia
  • Customização
  • Interatividade
  • Mídia
  • Decoração como atração

 

Salto: Em 36 anos uma empresa familiar com cinco pessoas tornou-se uma fábrica e escritório com até 1500 funcionários trabalhando no período antes do Natal

Nov_Camara_conceicaocipolatti 

“Para o cliente, o ganho é enorme: mídia espontânea e um passeio perfeito para a família inteira”, Felipe Esótico, gerente de marketing da Cipolatti

 

Sustentabilidade e Brasilidade

Decoração de Natal é item obrigatório para shopping centers. Com o Venâncio Shopping, em Brasília, não é diferente. O local é histórico no centro da capital do país e tornou-se mais moderno e atraente depois de uma grande reforma nos últimos anos.

“Nossa decoração foi pensada a partir de dois pilares: sustentabilidade e brasilidade. Apostamos em materiais econômicos, orgânicos, reutilizáveis e inspirados no cerrado, a vegetação de nossa região”, comenta Ana Lúcia Rodrigues, gerente de marketing do Venâncio Shopping. “Trocamos o tradicional pinheiro pelos ipês recriados de forma cenográfica, um resultado apaixonante e com a cara de Brasília”, explica.

O Venâncio é a prova que, mesmo com economia, é possível fazer bonito. “Investimos cerca de R$ 100 mil, o que é menos que outros empreendimentos, mas com muito capricho e criatividade”, detalha Ana Lúcia. “A decoração, por si só, não impulsiona vendas, mas atrai movimento e estimula as pessoas. Para este final de ano, acreditamos num incremento entre 10% e 12% nas vendas”, explica.

Um argumento forte é: ninguém pode ficar de fora: “Participar do calendário  natalino da capital federal, sempre belo, e poder promover um pouco de encantamento  às pessoas são razões suficientes para o Venâncio Shopping preparar um lindo Natal. Esse argumento lúdico que a data sugere ajuda nas vendas e promove dinâmicas de fluxo para o varejo”, conclui Ana Rodrigues.

 

Pontos de virada;

  • Fazer parte da decoração de Natal da sua cidade
  • Sustentabilidade
  • Brasilidade: cerrado
  • Belo e econômico
  • Marketing lúdico

Salto: Incremento de até 12% nas vendas

Nov_Camara_venancio2

“Trocamos o tradicional pinheiro pelos ipês recriados de forma cenográfica, um resultado apaixonante e com a cara de Brasília”, Ana Lúcia Rodrigues, gerente de marketing do Venâncio Shopping.

 

shares