1 de novembro de 2019
Aplicativo conecta varejistas e motoristas de caminhão
Amanda Venício por Amanda Venício

Vuxx promete reduzir em até 30% os custos do varejista com transporte de carga

Conectar varejistas e motoristas de pequenos caminhões para entregas de carga, cortando custos para as empresas. Essa é a missão da Vuxx, start-up criada por Felipe Trevisan em 2016. “O mercado sob demanda é muito fraco no setor de cargas no Brasil, então as empresas acabam optando por uma frota própria. Só que isso leva a gastos com investimentos, gerenciamento de motoristas, algo que está fora do core do negócio do varejista”, diz ele.


Para resolver esse problema, a Vuxx oferece um aplicativo que conecta varejistas com motoristas de Veículos Urbanos de Carga (VUCs) e pequenos caminhões. Ao acessar a plataforma, o usuário deve informar os dados das mercadorias e o tipo de veículo que deseja contratar. Em 15 segundos, o aplicativo define a melhor rota de entrega e faz cotação de preço. Após a aprovação do orçamento, a demanda de entrega é enviada ao motorista disponível.

O serviço promete a retirada do produto em menos de uma hora após aprovação do orçamento. “O varejista enxerga em tempo real tudo que está acontecendo. Oferecemos rastreamento, estimativa de tempo e o processo de entrega é comprovado digitalmente”, explica Trevisan. Segundo o CEO da Vuxx, o aplicativo pode reduzir custos em até 30% para o varejista. “Além de baratear o frete, as lojas físicas podem ser abastecidas numa frequência muito maior”, afirma. 

A Vuxx, anteriormente batizada de Gadle, está presente em toda a Grande São Paulo, Baixada Santista, três[AB1]  cidades do interior de São Paulo (Bauru, São José do Rio Preto [AB2] e Ribeirão Preto) e Belo Horizonte. A empresa atende principalmente aos setores de decoração, móveis, linha branca, alimentos e bebidas, indústria têxtil e moda. Com 200 empresas cadastradas, quer chegar a 400 até o fim do ano.


O aplicativo conta com 700 a mil motoristas cadastrados e dez mil motoristas em fila de espera. O processo de seleção é rigoroso. “Os motoristas passam por análise de experiência e histórico. Após a seleção, fazemos um treinamento. Eles também podem receber avaliações dos varejistas pelo aplicativo”, relata. 

Com graduação em Engenharia Naval e mestrado em Logística, Transporte e Pesquisa Operacional, ambos pela Universidade de São Paulo (USP), Trevisan trabalhou como caminhoneiro durante um intercâmbio na Austrália, em 2008. “Minha experiência foi superimportante para a essência do negócio: a empatia pelo caminhoneiro. Entendemos a dificuldade das entregas e aplicamos isso no nosso sistema de suporte, treinamentos e nossa tecnologia”, afirma.

 
A Vuxx disponibiliza, por exemplo, um chat para que o caminhoneiro receba suporte do aplicativo em tempo real. “O sistema também aprende os padrões de entrega para ajudar o caminhoneiro a ter um serviço de excelência e satisfazer o varejista”, exemplifica o CEO.


A empresa angariou um milhão de dólares de investidores como Ariel Lambrecht, da Yellow, e Guilherme Weege, CEO do Grupo Malwee, em janeiro deste ano. A expectativa é de expansão para outra capital do Brasil em 2020.


 [AB1]Estava quatro, mas são citadas só três.

 [AB2]Confirmar, pois estava São João.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *