1 de outubro de 2019
A vanguarda do desenvolvimento
Varejo SA por Varejo SA

Estão em curso profundas transformações nacionais. O poder político está mais difuso e novos atores emergem. Antigas estruturas econômicas são questionadas e modelos alternativos passam a ser adotados. Poucos momentos foram ou serão tão instigantes e desafiadores como o que estamos vivendo. É tempo de nos prepararmos para essa singularidade e sabermos que o privilégio de lidar com os desafios implica responsabilidade.

Em momentos como esse, costumam se destacar aqueles que, atentos às vibrações que os cercam, captam os contornos do mundo que se anuncia.

E assim, atento, presente, forte e atuante, tem sido o Sistema CNDL. A realização do IV Fórum Nacional do Comércio mostrou a potência da nossa entidade.

A presença dos ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, além de parlamentares, secretários de governo e mais de 900 empresários de todo o país, mostrou que não estamos sozinhos em nossa caminhada. 

Antever a emergência de um novo ciclo e elaborar a defesa de nossos interesses nos coloca na vanguarda dos que lutam pelo interesse nacional.

Aprendemos com nossos palestrantes, sempre preparados e imbuídos de alta motivação. Absorvemos informações valiosas que nos forçam a elaborar raciocínios mais complexos, confirmar convicções e refinar nossos argumentos. 

A mesma situação se deu na Semana do Brasil. Nosso protagonismo mostrou que, com trabalho, estratégia e união, as vitórias são alcançadas. Mais de 14.800 empresas de todo o país aderiram à campanha no site oficial do governo. No Sistema CNDL, nem todas as empresas fizeram o devido registro no site, mas foi grande o envolvimento, com aproximadamente 150 mil lojas participando da iniciativa. É certo que a data vai se tornar das mais importantes do calendário varejista.

No campo político, contribuímos com uma aliança de governo que tem como pilares o equilíbrio fiscal, a responsabilidade social e o aumento da produtividade. Medidas de racionalidade e previsibilidade econômica têm melhorado o ambiente de negócios.

A agenda de reformas é emergencial e prioritária. Aprovar a reforma da previdência no Senado e, em seguida, a reforma tributária fará com que o Brasil gaste menos e empregue mais.

Esse cenário ufanista não está longe de se realizar. Com o apoio do Congresso Nacional, dos trabalhadores e do empresariado, o país entrará nos trilhos.

Abraço,

José César da Costa

Presidente da CNDL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *